processo de recondicionamento de empilhador
Empilhador usado ou recondicionado?

As diferenças que o podem ajudar a escolher o que melhor se adapta às suas necessidades

Quando se trata de equipar um armazém com equipamentos de intralogística, existem numerosas opções. Desde a compra ou aluguer, a equipamentos novos ou em segunda mão, até à opção mais particular de compra de um empilhador usado ou recondicionado.

Tudo depende do projeto intralogístico que tem em mente, das suas capacidades e recursos e do ROI que pode obter, de acordo com o seu volume de atividade, de tal investimento.

Mas quando o debate é sobre a compra ou aluguer de um empilhador que não é novo, deve ter em conta que um empilhador usado não é o mesmo que um que foi recondicionado para utilização.

DIFERENÇAS ENTRE EMPILHADORES USADOS E RECONDICIONADOS

Hoje trazemos-lhe algumas das diferenças básicas que deve conhecer antes de decidir sobre qualquer uma das opções.

A principal diferença entre um empilhador usado e um recondicionado é o processo de assistência e manutenção a que estas equipamentos estão sujeitos. Enquanto que os empilhadores usados, antes de serem vendidos, são verificados por técnicos especializados para garantir que estão a funcionar corretamente - os elementos internos da máquina, tais como o motor, os gases de escape, a bateria, etc. - os empilhadores recondicionados são sujeitos a um processo mais minucioso: são normalmente selecionados a partir de frotas de equipamentos das marcas após revisão da sua história, tanto em termos de horas como de manutenção e reparações. Desta forma, as melhores máquinas são escolhidas para o processo.

Uma vez feita esta seleção, o equipamento é submetido a um processo minucioso por pessoal técnico especializado que verifica tanto o interior como o exterior da máquina e substitui quaisquer peças necessárias por novas peças originais. Isto dependerá em grande parte de quem executa o processo de recondicionamento: se uma marca oficial ou uma oficina multimarcas.

Existem vários graus de recondicionamento do equipamento. Cada marca oferece diferentes tipos de recondicionamento e, consequentemente, diferentes tipos de garantias. Aconselhamo-lo a estar sempre bem informado sobre o que é exatamente o processo de recondicionamento que uma máquina sofreu e quais as garantias que lhe oferecem. Poderíamos entrar em detalhes sobre este processo de recondicionamento de empilhadores, contudo, não existe um critério comum para todas as marcas, embora alguns regulamentos comecem a ser vistos a nível europeu.

Se comprar ou alugar um equipamento recondicionado pela própria marca, pode contar com um serviço técnico tal como se fosse um novo e recebe uma garantia que vem diretamente da empresa oficial.

Por outro lado, um empilhador usado pode ser adquirido em vários concessionários, independentemente de serem oficiais da marca que lhe interessa ou em espaços multimarcas.

Este aspeto já determina substancialmente, não só a experiência de compra, mas também o serviço pós-venda, o técnico e tudo relacionado com a manutenção e garantias, uma vez que podem ser de qualidade inferior.

Do mesmo modo, um empilhador usado ou em segunda mão, embora passe por uma revisão geral para venda ou aluguer, não é examinado com tanto detalhe como um recondicionado, pelo que não terá a mesma garantia de desempenho.

Outra premissa a considerar é a personalização da máquina. Só porque tem um empilhador que não é 100% novo, não significa que não o possa adaptar à sua operação.

Por outras palavras, quando o empilhador é recondicionado, esta opção está à sua disposição, mas no caso de empilhadores usados, a vantagem será o preço e não a disposição e personalização.

O número de horas e o tipo de aplicação para a qual irá utilizá-lo também determina a sua escolha. Se o utilizar apenas durante algumas horas ou estiver apenas a arrancar, um empilhador usado pode ser suficiente e não lhe custará tanto, mas à medida que o seu negócio cresce e o tempo de utilização do empilhador com ele, a opção de recondicionamento será a meio caminho entre um empilhador usado e a aquisição de um novo que lhe pode dar o desempenho de um empilhador novo a um preço mais económico.

Finalmente, é de notar que em muitas ocasiões um empilhador recondicionado será também uma alternativa importante a considerar a fim de obter acesso a equipamento de maior desempenho de uma marca líder por uma quantia semelhante e até inferior à de um empilhador novo mais económico

Em conclusão, um empilhador usado pode ser tão funcional como um recondicionado, mas os padrões de qualidade, garantia, serviço, manutenção e melhoramento são substancialmente diferentes.

Isto torna os empilhadores usados recondicionados uma opção muito viável para pequenas empresas, empresas com necessidades menores, mas importantes ou para picos de trabalho onde é necessária uma frota maior em tempo útil sem comprometer a eficiência do armazém.