Intralogística do superlativo

11/jun/2018

Aproximadamente 170 equipamentos estão a ser utilizados em quatro grandes instalações ao vivo, apresentações de produtos e áreas de teste amplas, mais de 250 colaboradores disponíveis e bastante experientes tanto no atendimento aos clientes como nos bastidores, mais de 5.000 visitantes esperados, uma área com mais de 13.000 metros quadrados e pouco mais de duas dúzias de expositores – estes são apenas alguns números que descrevem o evento do sector World of Handling (WoMH) 2018.

Mesmo no exterior é possível perceber o quão impressionante é o local: os visitantes acedem ao World of Material Handling através de uma grande e moderna estrutura de tendas e logo se sentem em casa. Assim que entram no recinto, os visitantes entram no mundo da intralogística, recriado em quatro grandes áreas de demonstração ao vivo e equipado com tudo o que esteja relacionado com o assunto: desde equipamentos pesados sobre um contentor marítimo, passando por robôs para embalamento até diversos sistemas de estantes (altas). Os convidados entram imediatamente no quotidiano da logística operacional e experienciam de perto através de que soluções inovadoras, produtos e ferramentas de software podem melhorar a sua movimentação de mercadorias e prepará-los para o futuro. Tematicamente integrado: as inúmeras empresas parceiras nas áreas das soluções completamente automáticas, dos sistemas de energia, dos equipamentos acessórios, da produção de pneus ou dos equipamentos para o posto de trabalho do condutor.

Sob o primeiro tema “Carga e descarga” são apresentadas as configurações típicas de entrada e expedição de mercadorias: descarga de camiões e abastecimento de negócios no quilómetro final, carregamento de um contentor ultramarino, bem como no transporte de mercadorias perante a rampa no depósito em bloco. Em foco estão muitas novidades: porta-paletes estreitos e stackers de dois níveis, um trator de reboque com timão elétrico para cargas até 1,3 toneladas, a solução de iluminação LED Stripes, o dispositivo de aviso visual TruckSpot e a aplicação Truck Call que permite criar tarefas de transporte através de um equipamento móvel.

Movimentação e armazenamento de mercadorias em estantes altas de várias alturas – esse é o foco da segunda área temática “Armazém”. Um empilhador combinado da Linde move-se pelo corredor estreito da estante. Este está equipado com o sistema de assistência Active Stability Control inovador que compensa as irregularidades do piso em milissegundos. Num outro local, os visitantes experienciam o funcionamento dos Safety Guards com a ajuda do guia turístico que lhes foi atribuído: mesmo antes do empilhador retrátil estar próximo, o utilizador do recetor e o condutor são avisados visual e acusticamente. Numa outra sequência de armazém ocorre um rápido armazenamento e desarmazenamento de mercadorias. Aqui são apresentados os novos porta-paletes com assento para o condutor, com uma altura de elevação até 6,2 metros e equipados com uma bateria de iões de lítio e com o sistema de assistência Linde Load Management. Este sistema impede que o operador eleve a carga acima do máximo evitando assim danos ou ferimentos. O empilhador retrátil R-MATIC automatizado mostra que todos os processos importantes de fluxo do material no armazém podem agora ser organizados com equipamentos autónomos.

A terceira área temática é de particular importância, uma vez que a Linde e o seu parceiro premium Dematic apresentam em conjunto a gama completa de possíveis soluções para preparadores de encomendas: desde sistemas totalmente ou semiautomáticos até soluções especiais para recolha manual. Uma parte da exposição é controlada por robôs. Esta área é interdita a pessoas. Esta é a área da solução AutoStore da Dematic – um armazém ultracompacto e um sistema automatizado de preparadores de encomendas de “mercadoria ao homem” – e os equipamentos de movimentação autónomos da Linde robotics. Mesmo ali ao lado, encontra-se instalado o sistema PutWall da Dematic. De forma a processar encomendas de forma mais rápida, as mercadorias são digitalizadas num dos lados da parede e atribuídas a um compartimento por controlo de iluminação, no outro lado, ocorre a confeção e empacotamento da encomenda, bem como a reorganização automatizada. Na parte da frente de outra instalação de estante, o dispositivo para picking de elevação baixa semiautomático N20 OptiPick faz as usas passagens. O equipamento recebe a ordem de condução do operador através de uma bracelete, que as executa de forma autónoma, poupando assim o colaborador de movimentações desnecessárias entre o equipamento e a estante.

O quarto tema “Produção e transporte” proporciona aos visitantes a experiência de um ambiente de produção completo com os respetivos equipamentos e máquinas. Nesta fase, explica-se a interligação entre processos totalmente automáticos, semiautomáticos e manuais no transporte de mercadorias entre pré-montagem, montagem, sistemas de embalamento e expedição em mão. Sempre especialmente fascinante: a interação precisa entre diferentes equipamentos autónomos e as máquinas controladas como que por magia. É também apresentado o novo trator de reboque inferior autónomo C-MATIC, o trator de reboque P-MATIC, uma máquina de embalamento totalmente automatizada, um robô articulado de braço único e um sistema automatizado de transporte de pequenas cargas. Há outras novidades no âmbito da utilização manual: o preparador de encomendas com stackers de dois níveis, o empilhador elétrico E10 e o Trolly Supply Truck.

Intralogística – a grande perspetiva. Assim, a Linde Material Handling compreende a otimização de todos os processos ao longo da cadeia de valor interna. São várias as soluções oferecidas, baseadas num grande número de produtos modulares, soluções de software e serviços e são cada vez mais o resultado de conselhos individuais, análises e conceitos. No World of Material Handling, os crescentes requisitos do cliente e as possibilidades de soluções sob a forma de zonas especiais para conferências e aconselhamento personalizado são levados em consideração. Quatro “Campos de soluções” designados agrupam as áreas da segurança, dos sistemas de energia, da automação/intralogística e da digitalização.

O WoMH oferece aos seus visitantes múltiplos daquilo que geralmente só é possível oferecer de forma muito limitada em feiras: duas áreas de teste para empilhadores de garfo frontal estão localizadas ao ar livre e os equipamentos de armazém encontram-se num pavilhão próprio. Em nenhum outro sítio é possível testar de forma tão abrangente os equipamentos exibidos como no recinto do Maimarkt: para além da Linde, existem também muitas outras marcas de outros fabricantes. Experienciar a competência tecnológica – é o que os visitantes podem fazer na pista de karts. Porque não é só o acionamento elétrico do kart que é “made by Linde”. Em determinados troços da via, a velocidade de marcha é automaticamente regulada pela função de zoneamento de limitação velocidade baseada na nova tecnologia de banda ultralarga. Um kart de condução autónomo demonstra que a geonavegação subjacente aos equipamentos da Linde robotics também funcionam em ambientes de pista de corridas.