A Linde Material Handling lança os seus novos equipamentos de condutor incorporado

20/mar/2017

Esta nova gama proporciona um nível de comodidade operacional otimizada, um chassis mais estreito e uma maior gama de funções adicionais que garantem um melhor rendimento e uma redução do consumo de energia.

Os porta-paletes com plataforma e as de condutor incorporado, assim como os stackers duplos de condutor incorporado, são uma ajuda indispensável para as tarefas de transporte interno, movimentação de mercadorias ou carga e descarga de camiões. Este ano, a Linde Material Handling amplia a sua gama destes equipamentos de interior, que equipa com um nível de comodidade operacional significativamente otimizada, um chassis mais estreito e uma maior gama de funções adicionais que garantem um melhor rendimento e uma redução do consumo de energia. Além disso, esta gama de produtos complementa-se com variantes adicionais.

Por um lado, os porta-paletes de condutor incorporado Linde T14 S, T20 S/SF e T25 S/SF, pertencentes à gama de carga de entre 1,4 e 2,5 toneladas, e os stackers duplos de condutor incorporado D12 S e D12 SF, com capacidade de carga de 1,2 toneladas e uma altura de elevação de 2.124 mm, são os primeiros modelos que se converteram a esta nova modalidade, porém outras séries de equipamentos seguirão esta conversão durante os próximos meses.

Na verdade, a gama de porta-paletes de condutor incorporado foi ampliada com um modelo básico dotado de uma capacidade de carga de 1,4 toneladas e com um modelo de maior tamanho de 2,5 toneladas de capacidade, que complementam o modelo de 2 toneladas já existente. À exceção do modelo básico Linde T14S, os porta-paletes e o stacker duplo disponibilizam-se numa seleção de dois conceitos de condução diferentes. Na versão S, o condutor permanece posicionado num ângulo de 90º em relação à marcha, com isto se garante uma boa visibilidade em ambas as direções de condução e do espaço circundante, ao mesmo tempo que o encosto almofadado e elevado proporciona um apoio de grande comodidade. Na versão SF, o operador coloca-se de pé, olhando para a frente, o que lhe proporciona uma visão especialmente boa da carga situada à sua frente. Esta variação é recomendável naqueles casos em que existe uma quantidade desproporcionada de trabalho no carregamento camiões. Em ambos os casos, o design do equipamento garante o maior nível de segurança possível, uma vez que o operador permanece dentro dos contornos do equipamento e tanto o seu corpo como as suas mãos mantêm-se em todo o momento protegidos.

Os clientes poderão agora escolher o empilhador mais adequado para as suas respetivas aplicações entre aqueles que formam esta gama de sete modelos atuais em vez dos anteriores três. Outra nova caraterística é que todos os equipamentos têm uma largura de 770 mm, o que significa que são 20 mm mais estreitos que os seus antecessores e, portanto, mais compactos e inclusivamente mais fáceis de manobrar sobre superfícies de carga de camiões ou em armazéns em bloco.

Posto de condução totalmente suspenso

Uma vantagem ergonómica, caraterística de todos estes modelos, é que o posto de condução, ao ter suspensão própria e estar totalmente desacoplado do chassis, reduz de forma significativa as vibrações que atuam sobre o operador e inclusivamente compensa os impactos que se produzem como resultado dos pisos desnivelados. Simultaneamente com o encosto almofadado, este cómodo posto de trabalho garante proteção contra os transtornos músculo-esqueléticos.

A versão S, na qual o operador permanece de pé em posição transversal relativamente à marcha, também proporciona o inovador conceito de condução “Tip Control”, uns interruptores basculantes que lhe permitem controlar as funções de translação e elevação mediante movimentos curtos dos dedos polegar e indicador. Estes interruptores estão desenhados para poderem ser utilizados com total confiança, inclusivamente com luvas. Os utilizadores poderão organizar os elementos de controlo com a máxima flexibilidade uma vez que, dependendo das preferências, poderão colocar o volante à direita e a alavanca «Tip Control» à esquerda, ou vice-versa, a alavanca à esquerda e o volante à direita, enquanto um display de grande tamanho a cores mostra todos os dados operacionais relevantes.

Produtividade

A produtividade é outro ativo desta nova geração de equipamentos. Equipados com um motor de CA trifásico de 3 kW, os modelos de 1,4 toneladas proporcionam uma aceleração de 8 a 10 km/h com/sem carga, enquanto os de 2,0 e 2,5 têm uma aceleração de 10 a 12 km/h com/sem carga, além de também ultrapassar declives de até 15%, inclusivamente quando se deslocam carregados. Isto faz com que os equipamentos sejam a solução ideal para aplicações de carregamento intensivo de camiões e para o transporte de mercadorias de longas distâncias. Igualmente, a velocidade é reduzida automaticamente relativamente ao ângulo de direção e protege o operador relativamente os erros de condução.

Além dos ajustes de condução por defeito, o modo Eco é fornecido de série como segunda opção de rendimento. Dependendo da aplicação, permite obter uma poupança de energia de até 12% quando a capacidade de movimentação não é uma prioridade.

Ampla variedade de equipamentos e acessórios opcionais

Com uma ampla gama de funções opcionais, os equipamentos podem adaptar-se para satisfazer os requisitos individuais de cada cliente, como, por exemplo, a proteção de armazenamento em ambiente frigorífico que proporciona a solução Connect: de gestão de frotas da Linde, que proporciona controlo de acesso, detecção de impactos e análise de utilização, assim como maiores caraterísticas de segurança como a redução de velocidade com os garfos descidos, proteção do mastro e balizas intermitentes.