Equipamento Linde automatizado em utilização na Wolf GmbH
Automatização flexível do transporte de mercadorias

Wolf GmbH

Todos os anos, o Departamento de Marketing da Wolf GmbH, fornecedor de sistemas de aquecimento, ventilação, ar condicionado e solares com sede em Mainburg, na Baixa Baviera, desenvolve, juntamente com a Direção, um lema que deverá orientar e incentivar os colaboradores. “Coragem para a mudança” é a mensagem para 2016 e não podia ser mais apropriada em relação à aquisição do primeiro equipamento de movimentação de cargas automatizado na empresa.

Do conceito à inovação

Na Wolf existem tarefas de transporte que são sempre iguais. Aqui inclui-se o transporte de produtos finais em paletes na zona de expedição, entre o depósito em bloco e o ponto de transferência perante as rampas dos camiões. “Para aumentar ainda mais a eficiência da logística da nossa fábrica, procuramos uma solução para esta tarefa padrão repetitiva que percorresse distâncias mais longas. Isto há cerca de um ano, quando encetamos diálogo com o nosso fornecedor de equipamentos de movimentação de cargas, o concessionário da Linde, Beutlhauser-Bassewitz“, relata Roman Feigl, Diretor de Logística na Wolf GmbH.

Roman Feigl, Diretor de Logística na Wolf GmbH
Fomos convencidos pela orientação dos equipamentos no espaço por geonavegação, que torna desnecessária uma infraestrutura adicional

Roman Feigl, Diretor de Logística na Wolf GmbH

Nesta altura, a Linde Material Handling tinha acabado de lançar no mercado os primeiros equipamentos da série Linde Robotics. Feigl: “Fomos convencidos pela orientação dos equipamentos no espaço por geonavegação, que torna desnecessária uma infraestrutura adicional. Esta é uma grande vantagem em relação a outras soluções, pois assim somos flexíveis e podemos alterar, a qualquer momento, as rotas e tarefas de transporte programadas, sem grande esforço.” Outro fundamento para a decisão foi o facto de os equipamentos automatizados se basearem no respetivo equipamento padrão Linde com opções adicionais, tais como o BlueSpot da Linde.

Além disso, as versões Linde-MATIC “driven by Balyo” possuem laser de navegação, scanners de segurança à frente e atrás, câmara 3D ou laser de segurança, computador com ecrã LCD de 7 polegadas, bem como sistemas de alerta visuais e acústicos e interruptor de paragem de emergência de ambos os lados. Graças a estas características inovadoras, os equipamentos podem trabalhar no mesmo ambiente que pessoas ou outros equipamentos. Os obstáculos são detetados em tempo real.

Instalação rápida no local

Vídeo sobre Linde Robotics na Wolf GmbH

Após um trabalho de projeto coletivo de vários meses com Matthias Engelbrecht, consultor de vendas na Beutlhauser Bassewitz, e Thomas Weisheit, responsável pelo desenvolvimento da área de negócio de automatização no Departamento de Marketing da Alemanha da Linde Material Handling, a 5 de abril de 2016 chegou, finalmente, o momento. O stacker L-MATIC encomendado chegou de camião ao seu futuro local de utilização. Uma semana antes tinha já sido instalado o tapete transportador. Este serve de amortecedor do material no novo processo de logística. De um lado, um empilhador coloca paletes no tapete transportador, do outro, o stacker automatizado recolhe estas paletes sucessivamente e coloca-as na posição final definida.

A instalação começou imediatamente após a chegada do equipamento à Wolf. Para tal, uma engenheira de aplicações conduziu primeiro o equipamento manualmente pelo pavilhão de expedição e mapeou todos os objetos imóveis no espaço, através da câmara instalada no equipamento. O mapa bidimensional do edifício resultante foi depois retificado. Pois, no final, devem permanecer no mapa apenas os elementos pelos quais o equipamento se poderá orientar de forma permanente, ou seja, paredes, postes e estanterias. No terceiro passo, foi realizada a “programação” das rotas, vias de circulação e regras segundo as quais o equipamento terá de se deslocar no seu ambiente.

L-MATIC da Linde em utilização na Wolf GmbH

Fiável e seguro

“A colocação em funcionamento foi um ponto alto para toda a empresa”, diz Christian Amann, Diretor de Produção e TI da Wolf GmbH, com um sorriso. “A novidade de um equipamento ser comandado na área, sem um condutor, atraiu muito interesse e até mesmo espetadores.” À instalação seguiram-se, nos dias subsequentes, testes com diversas embalagens, mas também testes de travagem e outros controlos ao nível da segurança técnica, ajustamentos e otimizações do sistema. Pois, no pavilhão de expedição, peões e operadores com diversos equipamentos de tecnologia de armazenamento também cruzam o caminho do L-MATIC da Linde. “Para nós, a segurança tem a prioridade máxima; por isso, por um lado, definimos regras de trânsito claras para o pessoal do armazém e, por outro, asseguramos um elevado nível de segurança de circulação do equipamento automatizado”, salienta Amann.

Christian Amann, Diretor de Produção e TI da Wolf GmbH