Empilhador elétrico da Linde Material Handling em operação na Emons
Mudança de sistema

A tecnologia de iões de lítio convence a Emons

Como é possível organizar a intralogística de forma mais económica, limpa e sustentável? Para a Emons Spedition GmbH, a resposta era evidente: No armazém de mercadoria embalada em Großbeeren, na Alemanha, os empilhadores a gás propulsor foram sistematicamente substituídos por equipamentos de Iões de lítio unidades no armazém de carga geral em

Entre Berlim e Potsdam, 6 horas da manhã: Na Emons, já se trabalha desde cedo. Camião após camião entra no recinto da transportadora, onde são entregues mercadorias de todo o território alemão e preparadas para o transporte posterior para a capital, assim como para a periferia de Brandemburgo. “Trabalhamos 24 horas por dia, cinco dias e meio por semana, por isso, tudo funciona devidamente.”, explica o responsável de expedição Nätsch.

Para que esta transportadora rigorosamente cronometrada trabalhe na perfeição, necessita, naturalmente, de uma frota de empilhadores potentes. “Assim, os colaboradores descarregam os reboques, organizam as mercadorias no armazém e carregam-nas posteriormente para os veículos de entrega. Resumindo: Os nossos equipamentos estão praticamente sempre em funcionamento.”

Foco nos colaboradores

Para esta tarefa exigente, a empresa média apostava até recentemente em empilhadores da Linde com uma capacidade de carga de 1,6 a 2,0 toneladas, operados, conforme habitual, com propulsão a gás. À medida que ia ocorrendo a substituição programada de alguns destes equipamentos, foi também testado um equipamento de iões de lítio de um fabricante do Extremo Oriente. “Logo após alguns dias, reparámos que este não se adequava de todo.”, conta o operador de empilhador Peter Weiss: “Na movimentação de cargas, os equipamentos eram extremamente imprecisos. Quando eu e o meu pessoal deslocamos as mercadorias do ponto A ao ponto B no espaço reduzido daqui, temos de trabalhar com precisão centimétrica para não danificar os produtos.” O seu responsável de expedição acrescenta: “O feedback do nosso pessoal desempenha um papel importante para nós. Afinal de contas, apenas podem fazer um trabalho de topo com equipamentos de topo.” Esta orientação rigorosa para as necessidades dos colaboradores foi, em última análise, o que também levou a Emons até aos equipamentos de iões de lítio da Linde Material Handling.

“Com o controlo por pedal duplo e o Linde Load Control, estávamos já totalmente convencidos de que queríamos voltar a ter empilhadores elétricos.” Não é, portanto, de admirar que o parceiro contratual da Linde tenha disponibilizado um equipamento de teste – um Linde E18 Li-ION – recebido de braços abertos desde o início.

Movimentação de cargas segura em espaços muito limitados com os empilhadores elétricos da Linde Material Handling

De resto, para a Emons, a substituição dos equipamentos a gás propulsor por equipamentos com baterias de chumbo-ácido estava fora de questão. Justificação dos profissionais de logística: “Por um lado, devido à necessidade de espaço para a substituição comparativamente laboriosa das baterias e, por outro, devido aos ciclos de carregamento destes acumuladores de energia que nem sequer se tinham adaptado ao nosso perfil de utilização, para não falar da sensibilidade térmica relativamente elevada.”

Modelo(s) de sucesso

Desde há pouco mais de três anos, os E16 a E20 da Linde com bateria de iões de lítio circulam de forma fiável e, graças à versão de três rodas, de modo particularmente ágil pelo centro de logística nas instalações da Emons em Brandemburgo. Um outro equipamento com motor de combustão deverá ser substituído em breve, pelo que restará somente um equipamento a gás propulsor como reserva no local. “Seguindo o nosso exemplo, entretanto, também outras instalações da Emons fizeram a conversão para iões de lítio.”, sabe Michael Nätsch. Os empilhadores modernos obtêm a sua força motriz de uma bateria de iões de lítio com 16,3 kWh de potência. “Este tamanho médio da bateria permite um período de utilização básico de oito horas e, para os nossos fins, é ideal.”, afirma o responsável de expedição. Nas pausas, os equipamentos recebem muito facilmente um carregamento intermédio, para que os operadores tenham sempre à sua disposição potência de condução e elevação suficiente.

Em termos de desempenho, os equipamentos de iões de lítio não são em nada inferiores aos seus homólogos com motor de combustão: “Com 2500 horas de serviço por ano e equipamento, exigimos realmente muito aos empilhadores. Mas os equipamentos conseguem fazê-lo sem lamentar.”, descreve Nätsch.

Três carregadores chegam bem para a nossa frota, por isso, há sempre também empilhadores operacionais suficientes. A mudança da troca de garrafas de gás para um carregamento intermédio regular não representa qualquer problema.

Carregamento rápido graças à tecnologia de iões de lítio da Linde Material Handling

Uma vez que, no fim de contas – ou, melhor dizendo, da semana de trabalho atarefada na Emons – a rentabilidade também fala por si e os custos energéticos se encontram claramente abaixo das despesas para o gás propulsor, a mudança é uma verdadeira história de sucesso para todos os participantes. “Como sempre, com os equipamentos da Linde, tudo funciona aqui às mil maravilhas. Mas, graças aos iões de lítio, agora isso acontece de forma mais silenciosa, limpa e também económica.”, reconhece o responsável logístico com satisfação. Por vezes, vale a pena arriscar uma mudança de sistema – sobretudo quando se tem a certeza de que, em seguida, tudo será ainda melhor…

O empilhador elétrico E20 da Linde transporta mercadorias no armazém da Emons.

Emons Spedition

A alemã Emons Spedition GmbH é uma empresa de transporte e logística fundada em 1928 em Colónia com mais de 100 filiais em todo o mundo. Somente na Alemanha, são operadas 24 filiais, uma das quais em Großbeeren, em Brandemburgo. No centro de logística local, trabalham cerca de 125 colaboradores que organizam o carregamento de mercadoria embalada para a cidade de Berlim, assim como para o estado federal de Brandemburgo, antes de as mercadorias serem levadas até aos clientes com a frota de distribuição da Emons. A empresa está a converter a sua frota de empilhadores da Linde, passo a passo, de gás propulsor para iões de lítio. Atualmente, a frota de equipamentos é composta por nove equipamentos da Linde: sete E16 a E20 com bateria de iões de lítio, assim como dois empilhadores a gás propulsor com a mesma capacidade de carga, um dos quais deverá ser, a médio prazo, também substituído por um moderno homólogo de iões de lítio. Todos os equipamentos da Linde estão equipados com o comprovado Linde BlueSpot™ e o Super Comfort active seat altamente ergonómico, que inclui aquecimento do assento e suspensão pneumática. Um parceiro da rede da Linde MH, a TRAFÖ GmbH, trata do acompanhamento e da manutenção no âmbito dos contratos de leasing de assistência completa.