Simpósio Material Handling 2017
Otimizar toda a cadeia de processo

6.º Simpósio Material Handling

Sob o lema “Leading logistics – soluções inovadoras de hoje para a logística de amanhã”, ocorreu o Simpósio Material Handling no dia 14 de setembro de 2017 em Aschaffenburg. O foco esteve nas questões sobre a viabilidade futura da logística: Quais são as soluções práticas para a digitalização e a automação? O que isso significa para a otimização da cadeia de fluxo de material? Como pode ser garantida a segurança? Tanto os representantes da Linde como os oradores externos puderam responder a estas e outras perguntas dos cerca de 200 participantes.

O simpósio foi aberto por Andreas Krinninger, CEO e CFO da Linde Material Handling, com a questão de como uma movimentação de mercadorias mais eficiente pode ser uma vantagem competitiva – mesmo que no futuro, por exemplo, os produtos individualizados continuem a exigir logística. O seu prognóstico foi: Velocidade, economia, segurança e fiabilidade continuarão a ser relevantes como requisitos específicos para a movimentação de mercadorias.

Andreas Krinninger, CEO e CFO, Linde Material Handling
Apesar da elevada complexidade, o cliente não quer esperar muito pelo seu produto, por isso a movimentação de mercadorias deve ser dinâmica – e toda a cadeia de processos deve ser otimizada.

Andreas Krinninger, CEO e CFO, Linde Material Handling

Markus Schmermund, Vice President Intralogistic Solutions, também se concentrou no futuro da intralogística na sua palestra. Ele focou-se em três megatendências - digitalização, condução autónoma, robótica - e as resultantes consequências para a nova cadeia de valor:

Os requisitos nas soluções intralogísticas hoje são muito diversos. Contudo, para ter preços atraentes, deve-se pensar de forma modular. Não se pode desenvolver todos os projetos a partir do zero

A palestra sobre tecnologia de iões de lítio, por Frank Bergmann, Gestor de produtos para empilhadores contrapesados da Linde, foi muito orientada para a prática.

Frank Bergmann e representantes da prática

Frank Bergmann e representantes da prática

As numerosas vantagens, acima de tudo económicas, deste novo acumulador de energia em comparação com as baterias de chumbo-ácido também convenceram as empresas Reinert, Feintool e Nora. No final, os representantes destas empresas partilharam as suas experiências práticas com a nova tecnologia de bateria.

Quão seguro a logística pode ser no futuro foi de particular interesse para muitos visitantes. Juntamente com o Dr. Andreas Lewandowski, Diretor da startup Comnovo, Alexandra Mertel, Gestora de processos da Linde robotics & Load Train Solutions na Linde apresentou novos sistemas de segurança. O especial acerca disso: Aqui, pensa-se de forma holística para evitar acidentes de trabalho na intralogística. Em conjunto, tecnologias como o controlo de acesso no equipamento, o aviso de colisão entre empilhadores e pessoas, o controlo automatizado de sistemas como persianas e a redução automática da velocidade, por exemplo ao entrar nos pavilhões, aumentam a segurança no tráfego operacional.

O que me inspira é a modularidade da plataforma do produto. Isso permite-nos desenvolver soluções de segurança personalizadas, adaptadas às necessidades dos nossos clientes

Comnovo é uma filial da Linde Material Handling desde meados de 2017. A startup é uma empresa derivada da TU Dortmund e oferece inúmeros sistemas de assistência de segurança para equipamentos industriais.

Posteriormente, o Prof. Dr. Christian Kille da Escola Superior Würzburg-Schweinfurt falou acerca de como o futuro da logística é medido.

Prof. Dr. Christian Kille da Escola Superior Würzburg-Schweinfurt

Prof. Dr. Christian Kille acerca do desenvolvimento do setor de logística

O desafio especial ao olhar para o futuro é saber como a logística pode ser delimitada como um setor económico independente. Como parte da iniciativa de avaliação do desenvolvimento da logística na Alemanha, ele prevê um crescimento de 1,9% para o setor da logística na Alemanha.

No entanto, quando a logística se torna mais dinâmica – e ainda assim permanece segura e fiável, a pressão sobre os tomadores de decisão aumenta no que diz respeito à rentabilidade das suas empresas.

Urs Meier no Simpósio Material Handling 2017

Urs Meier no Simpósio Material Handling 2017

Urs Meier, ex-árbitro da FIFA e comentarista da ZDF, abordou esta questão no seu discurso principal. Durante 30 minutos, o “segundo melhor árbitro do mundo” explicou que papel o sentimento, a razão e a experiência têm na tomada de decisões e como superar o medo de tomar decisões difíceis.

No final, uma discussão no pódio uniu todos os oradores da tarde. Aqui, os participantes voltaram a abordar a digitalização. Esta é uma ótima oportunidade para a Linde criar valor acrescentado para os seus clientes, bem como para a sua própria empresa. Em comparação, a digitalização teve um efeito muito perturbador, por exemplo, na indústria gráfica, explicou Andreas Krinninger. No entanto, para poder aproveitar o potencial das novas tecnologias – incluindo na automação – as empresas teriam que intensificar as suas parcerias e estar mais dispostas a correr riscos.

No entanto, a visão abrangente dos requisitos do cliente é sempre importante, acrescentou o especialista em intralogística Markus Schmermund. Apenas dessa forma podem ser fornecidas soluções completas, bem integradas noutros processos comerciais na empresa. O professor Kille alertou contra a superestimação das capacidades dos sistemas digitais atuais. Embora o potencial seja grande, o desafio é reconhecer as possibilidades reais e torná-las úteis.

Desde 2011, a Linde tem vindo a oferecer o Simpósio Material Handling como um fórum profissional para diretores e responsáveis de logística para intercâmbio e criação de redes. Nele estão presentes participantes de todos os setores, tanto de médias quanto de grandes empresas.