Equipamento para corredor estreito Linde com operadora

A produtividade definida de uma nova forma

Do centro de custos ao fator de valor acrescentado

A logística é um dos setores-chave da economia globalizada. A digitalização, o comércio eletrónico e as redes de produção automatizadas e inteligentes da indústria são apenas alguns dos fatores que promovem o crescimento do setor logístico. Com a importância crescente da logística, também os fluxos de material internos ganham cada vez mais atenção. Neste contexto, procuram-se métodos que vão além da pura consideração dos custos. Empresas que pretendam melhorar de forma sustentável os seus processos de logística analisam o contributo mensurável que a intralogística presta ao valor acrescentado.

Trata-se de uma tarefa complexa, pois na logística convergem quatro tendências futuras decisivas na indústria: digitalização, automatização, personalização e novos sistemas energéticos. A Linde Material Handling disponibiliza, por isso, indicadores práticos aos utilizadores, que lhes permitem avaliar objetivamente a produtividade da sua intralogística, bem como produtos e soluções que os ajudam a aumentar de forma sustentável a produtividade no fluxo de material interno.

Tratores de reboque com vários transportadores de mercadorias transportam os componentes para a linha de produção.

Os testes de desempenho da Linde representam as características de utilização reais dos grupos de produtos

Tornar a produtividade mensurável

Os empilhadores de cargas pesadas com cabina rotativa facilitam a manobra de marcha-atrás com grandes cargas, aumentando assim a produtividade.

Melhor ergonomia significa produtividade mais elevada

Desde cedo que a Linde Material Handling desenvolve testes de desempenho com certificação TÜV para os empilhadores e para a tecnologia de armazenamento, em estreita colaboração com empresas industriais, comerciais e de expedição. A base dos testes consiste em processos de trabalho definidos, executados por diferentes equipamentos nas mesmas condições. Os fatores medidos são o consumo real e o tempo necessário. Para conseguir uma imagem tão realista quanto possível da rentabilidade global, cada ciclo é efetuado três vezes por cada tipo de equipamento. Os testes de desempenho orientam-se, aqui, por áreas de utilização específicas dos empilhadores, porta-paletes e empilhadores retrácteis. Desta forma, os utilizadores conseguem não só comparar a produtividade dos diversos equipamentos de movimentação de cargas, como obtêm também uma base neutra para comparar os custos globais de cada um dos equipamentos, bem como de toda a frota.

A capacidade de movimentação de cargas é decisiva para a rentabilidade

Preparação de encomendas ergonómica em armazém de estantes altas com o V Modular da Linde.

Os custos com o pessoal são um fator significativo dos custos operacionais

O valor informativo dos testes neutros revela-se particularmente relevante na avaliação da capacidade de movimentação de cargas. Até à data, muitas empresas calculam a rentabilidade da sua frota em função dos custos por cada hora de serviço dos equipamentos. O desempenho efetivo do transporte e da circulação não é, muitas vezes, considerado. Uma análise diferenciada dos custos leva, por outro lado, a resultados diferentes. A título de exemplo, os custos com o pessoal representam, geralmente, até 90% dos custos globais. Uma vez que os empilhadores Linde têm uma capacidade de movimentação de cargas até 30% superior à dos modelos da concorrência, os custos com o pessoal, energia e manutenção também diminuem de forma correspondente. Além disso, os utilizadores podem até poupar nos investimentos noutros equipamentos se conseguirem obter a mesma capacidade de movimentação de cargas com uma frota mais pequena.

Eficiência – integrada nos equipamentos da Linde

Componentes de acionamento elétricos e hidráulicos num empilhador retráctil da Linde.

Componentes adaptados de forma ideal reduzem o consumo de energia

A operação eficaz dos equipamentos Linde torna-se possível através de uma série de detalhes construtivos. Os empilhadores Linde produzem significativamente menos ruído, emissões e vibrações do que os equipamentos da concorrência comparáveis. O design ergonómico dos equipamentos facilita o trabalho quotidiano aos operadores, o que, por sua vez, influencia positivamente a produtividade. O número de acidentes mais reduzido e menos ausências por doença melhoram a rentabilidade. O mesmo se aplica à tecnologia de acionamento. O baixo consumo de corrente ou de gasolina dos equipamentos Linde simplesmente não tem concorrência. Os empilhadores elétricos da mais recente geração estão equipados com um sistema de gestão de energia único e com recuperação da energia de travagem. Além disso, em aplicações especialmente intensas, compensa o investimento em novos conceitos energéticos, como é o caso da tecnologia de iões de lítio e de células de combustível da Linde. E, por último, também no serviço de assistência técnica os utilizadores beneficiam das vantagens da tecnologia Linde. Muitos acionamentos são, em grande parte, isentos de manutenção, e os intervalos de manutenção são significativamente superiores aos dos produtos da concorrência.

Automatização inteligente

Tratores de reboque automáticos da série automatizada Linde MATIC.

Automatização – a solução para processos de movimentação repetitivos

Paralelamente aos equipamentos eficientes, a automatização dos processos é um elemento igualmente importante para aumentar a produtividade dos fluxos de material. No entanto, não é possível implementar de forma económica sistemas complexos e altamente automatizados em todos os ambientes. Impulsionados por requisitos dos clientes cada vez mais individuais, os processos internos da empresa sofrem alterações de forma tão dinâmica quanto os próprios produtos e mercadorias. São, por isso, necessárias soluções de automatização inteligentes. Com base na ampla gama de equipamentos, numa oferta abrangente de sistemas semiautomáticos e numa tecnologia de navegação que não requer uma infraestrutura instalada de forma fixa, a Linde desenvolve soluções preparadas para o futuro, que são concebidas à medida dos requisitos específicos dos utilizadores e que aproveitam de forma direcionada o potencial da automatização.

A caminho da frota integrada em rede

Painel do software de gestão de frotas connect:desk.

Síntese de todos os dados da frota

Uma observação realista do contributo da intralogística para o valor acrescentado vai significativamente muito além dos equipamentos e processos individuais. Processos de produção controlados digitalmente visam aumentar a eficácia, a eficiência e a flexibilidade de todas as cadeias de produção e fornecimento. Um software de gestão de frotas moderno como o Linde connect: ajuda os utilizadores a integrar em rede os equipamentos de movimentação de cargas e os processos digitais. Através da avaliação dos dados de sensores e sistemas de assistência, os utilizadores obtêm conhecimentos valiosos que lhes permitem otimizar a assistência técnica e a manutenção, acelerar os processos, tornar os processos operacionais mais seguros e integrar os equipamentos em processos de TI globais. A Linde prepara, assim, o caminho para uma logística completamente integrada em rede no futuro.