Empilhador elétrico E16 da Linde Material Handling em utilização na Fritz GmbH & Co. KG
Entre o carregamento: carregamento intermédio

Tecnologia de iões de lítio na transportadora Fritz

Mais flexibilidade, economia e robustez: No armazém de movimentação de mercadoria embalada altamente frequentado, em Heilbronn, a transportadora converteu a sua frota de equipamentos de movimentação de cargas de chumbo-ácido para a moderna tecnologia de iões de lítio da Linde.

Observado numa vista aérea, o que acontece no recinto da Fritz GmbH & Co. KG assemelha-se um pouco a uma colmeia: De poucos em poucos minutos, entra um camião para o pátio, o portão rolante sobe, mercadorias são carregadas ou descarregadas até ao camião seguinte. Nos períodos de pico, aqui em Heilbronn, perto do da autoestrada Weinsberg, onde a A6 e a A81 se encontram, são despachados cerca de 140 camiões por dia; isto corresponde a cerca de 2500 remessas que entrar e saem do centro de logística altamente frequentado num prazo de 24 horas. A comparação com uma colmeia também se adequa num outro aspeto – nomeadamente, o grau de organização. Os processos logísticos no armazém de movimentação de mercadoria embalada estão adaptados à elevada frequência e são bem planeados. Um desafio especial é que não existem quaisquer horizontes temporais precisos para quando as mercadorias devem ser entregues ou recolhidas.

Isto exige da parte dos colaboradores da transportadora uma boa dose de flexibilidade. “O nosso negócio está absolutamente sujeito a elevadas oscilações.”, explica Christian Czemmel, Diretor da divisão de movimentação de mercadoria embalada na Fritz. A isto acresce uma grande variedade das mercadorias movimentadas. “Por outras palavras, entra e sai do nosso armazém tudo o que é demasiado grande para os correios – isso inclui desde mercadorias em paletes, como produtos de higiene pessoal, materiais de construção ou mobiliário, passando por caixas-palete com peças de máquinas, até rolos de relva que o cliente final encomendou na loja online.” Consequentemente, isto significa que a quantidade e a frequência dos bens movimentados variam de acordo com a estação e a situação conjuntural. Para os porta-paletes com plataforma do operador e os empilhadores elétricos contrapesados utilizados nas instalações, isto significa, em muitos casos, uma utilização a pedido – e uma disponibilidade constante. Um perfil logístico, conforme criado para a moderna solução de baterias de iões de lítio da Linde Material Handling.

Um empilhador elétrico E16 da Linde Material Handling recolhe mercadorias no Fritz Gruppe
Dois porta-paletes de iões de lítio T20 SP da Linde Material Handling recolhem mercadorias.
Dois porta-paletes de iões de lítio T20 SP da Linde Material Handling trabalham no armazém do Fritz Gruppe.
Um empilhador elétrico E16 da Linde Material Handling recolhe mercadorias no Fritz Gruppe
Dois porta-paletes de iões de lítio T20 SP da Linde Material Handling recolhem mercadorias.
Dois porta-paletes de iões de lítio T20 SP da Linde Material Handling trabalham no armazém do Fritz Gruppe.

Como é possível melhorar?

“Até há cerca de um ano e meio, os nossos equipamentos de movimentação de cargas estavam equipados exclusivamente com baterias de chumbo-ácido. Então chegou a altura da substituição programada dos 18 equipamentos no pavilhão refrigerado. Sentámo-nos à mesa com os consultores de vendas da Hofmann Fördertechnik e procurámos o potencial de otimização.”, conta Christian Czemmel. E Heiko Weißert, responsável pela Fritz GmbH & Co. KG há cerca de 20 anos como Key Accounter no parceiro de rede da Linde, acrescenta: “As temperaturas baixas no armazém não aquecido exerciam pressão sobre as baterias de chumbo-ácido, particularmente no inverno. Na rígida operação de três turnos, isto resultava sempre em limitações da potência das baterias, fazendo com que os equipamentos tivessem de se deslocar até à estação de substituição mais cedo do que o habitual.”

Assim, a tecnologia de iões de lítio surgiu como alternativa não sensível à temperatura. “Em última análise, o cálculo fundamentado da rentabilidade pronunciou-se claramente a favor dos iões de lítio. Ao mesmo tempo, sabíamos qual era a combinação de equipamento, bateria e carregador que melhor se adequa para a utilização aqui.”

Tempo precioso aproveitado com sensatez

Mas quais são os critérios que predestinam a Fritz para o inovador tipo de acumulador? O ritmo com o qual os colaboradores trabalham baseia-se, fundamentalmente, nos camiões que entram ou saem. Quando um camião chega a um dos 44 portões no total, numa primeira fase, a mercadoria é descarregada para um dos dez carros de plataforma na rampa e alinhada num dos armazéns. Um colaborador regista os códigos de barras com um leitor que lhe indica os respetivos lugares na sequência. Após o registo por escrito das mercadorias, é a vez dos colegas com os empilhadores de contrapeso Linde E16 que transportam as cargas de até 1,6 toneladas para as posições previstas no armazém. Assim que o camião de recolha entra no recinto – e normalmente isto acontece ainda no mesmo dia – os E16 são igualmente utilizados para o carregamento dos reboques. Durante o processo, há sempre pequenos intervalos durante os quais os equipamentos de movimentação de cargas param. Além disso, existem também pausas regulares. Estes períodos de inatividade podem ser aproveitados de forma sensata: para pequenas paragens eficientes para o carregamento da bateria de iões de lítio.

A melhor combinação

Os carregadores estão estratégica e convenientemente posicionados nas extremidades do armazém – estando alinhadas de um lado para os equipamentos de tecnologia de armazenamento e do outro para os empilhadores, no total, 10 unidades. “Para nós, o ponto crucial foi o desempenho da rede. Realizámos aqui uma atualização em colaboração com o nosso fornecedor de energia.”, afirma Christian Czemmel. “Para que a mudança para a tecnologia de iões de lítio pudesse funcionar na perfeição, era importante conhecer exatamente os processos internos da empresa, de modo a ser possível planear o desempenho necessário da rede e a distribuição da necessidade de energia ao longo do dia.”, acrescenta Heiko Weißert.

Modelo(s) de sucesso

Após mais de 12 meses de experiência com a frota de iões de lítio, o balanço no armazém de movimentação de mercadoria embalada da Fritz é francamente positivo. Os equipamentos funcionam de modo fiável, têm potência suficiente e a rentabilidade também fala por si. Afinal de contas, os equipamentos de iões de lítio utilizam a sua energia de modo cerca de 30% mais eficiente do que as baterias de chumbo-ácido e, ao mesmo tempo, poupam os valiosos recursos (pessoais): “Para a substituição da bateria nos equipamentos com baterias de chumbo-ácido, necessitávamos sempre de mão de obra adicional e, além disso, tínhamos de ter sempre disponíveis baterias totalmente carregadas, assim como uma área específica para a substituição. E, uma vez que as novas baterias, ao contrário dos homólogos de chumbo-ácido, são não apenas insensíveis à temperatura, como também não necessitam de qualquer manutenção, poupamos também neste ponto – anteriormente, isto ocupava, pelo menos, cerca de uma hora e meia do horário de trabalho por dia. Tudo vai acumulando!” Por isso, não é de admirar que os responsáveis do especialista em logística ponderem a transição para a tecnologia de iões de lítio em toda a empresa. “E que ninguém diga que as empresas médias não estão abertas às novidades.”, afirma Christian Czemmel com um sorriso.

 Um empilhador de iões de lítio E16 da Linde Material Handling a movimentar mercadorias no armazém do Fritz Gruppe

Fritz GmbH & Co. KG

A Fritz GmbH & Co. KG, fundada em 1938, com sede em Heilbronn, é atualmente gerida pela terceira geração. No total, a empresa familiar emprega atualmente 672 colaboradores, 103 dos quais no armazém de movimentação de mercadoria embalada em Heilbronn. Aí, são utilizados 18 equipamentos de iões de lítio da Linde: oito empilhadores de iões de lítio E16 e dez porta-paletes de iões de lítio T20 SP. Todos os equipamentos dispõem do sistema de segurança Linde BlueSpot. Além disso, a Fritz utiliza o sistema de gestão de frotas Linde connect:, entre outras coisas, para o controlo de acesso. Todos os equipamentos operam com leasing de assistência completa em colaboração com o distribuidor responsável Hofmann Fördertechnik. O trabalho é realizado numa operação em vários turnos, desde segunda-feira de manhã à 1h00 até sábado de manhã às 7h00, sem parar.